O projeto

Sobre o projeto

O projeto Bibliofilia Cotidiana nasceu com o objetivo de ser mais uma ferramenta de divulgação da literatura e incentivo à leitura.

Vivemos um período delicado para as artes, não apenas pela falta de tempo ou acesso aos livros, mas pela própria perseguição contra artistas e suas obras; a criação de projetos que promovam a literatura e o acesso aos livros é, hoje, um ato de resistência.

É preciso cada vez mais manter acesa a chama da literatura, convidar mais gente a ler, a produzir histórias, porque os períodos obscuros passam, mas a arte fica.

Embora o projeto não tenha sido criado com o objetivo de restringir literaturas, priorizamos a literatura brasileira contemporânea, para que o país tenha a chance de conhecer o que está sendo produzido aqui hoje, quem está escrevendo nossa história agora.

Na aba “Bibliofilia” estão as atualizações do blog, com resenhas de livros, divulgações de textos avulsos, reportagens e matérias com fins literários e conteúdos ligados ao tema.

Não trabalhamos com livros dos gêneros: infantil, erótico, autoajuda, religioso, didático e técnico. Os textos avulsos enviados para divulgação passarão por curadoria.

Não cobramos pelas resenhas ou divulgações, mas aceitamos doações voluntárias e buscamos apoiadores para que o projeto possa continuar.


A idealizadora

Maya Falks é gaúcha da Serra, nascida no inverno de 1982 e escreve desde criança.

É graduada em Comunicação Social com Habilitação em Publicidade e Propaganda, é Bacharel em Jornalismo, Especialista em Marketing de Serviços e graduanda em Letras.

Como escritora, já conquistou mais de 20 prêmios entre contos, crônicas e poesias e é autora das obras Depois de Tudo, Versos e Outras Insanidades, Histórias de Minha Morte e Poemas para Ler no Front.


Parceiros